Domain Driven Design (Anotações)

Submitted by kaleu on Fri, 04/17/2020 - 19:59
Software geralmente é um conjunto de componentes interligados

Domain Driven Design surgiu para mim como uma evolução natural do meu gosto pela modelagem ER (Entidade Relacionamento) e OO (Orientação a Objetos). Sinto satisfação em criar softwares que trasnmitem clareza (mesmo que raramente consiga), gosto de codificar de forma que a leitura do código se assemelha a leitura de um livro - e por que não, de um poema. Para meu estilo, DDD é uma benção. Tenho ainda minhas limitações técnicas mas estou na busca, seguem algumas anotações.

DDD não está pronto, nesta palestra de Eric Evans - que primeiro formulou o conceito - ele se distancia da tentação de uma definição muito restrita e fortalece a ideia que a comunidade discuta e evolua o conceito.

Nesta outra palestra de 2016, Eric avança na importância de trabalhar a complexidade do software através dos contextos delimitados.

Por fim, existe sempre a questão do front-end, cada vez mais complexo e como ele se relaciona com DDD. Esse texto discute um pouco esse tema, é um ponto de partida. Minha experiência prefere um front end focado em animações, posição e fluxo, não em domínio. O próprio Eric Evans traz no livro que é uma escolha mutuamente exclusiva usar uma interface com o usuário inteligente, mas reconheço que o assunto é complexo e o cenário vem mudando nos últimos anos:

https://khalilstemmler.com/articles/typescript-domain-driven-design/ddd-frontend/

Outros artigos